Blog

10 Dicas sobre E-mail Marketing para evitar os erros mais comuns

Publicado por Amanda Bertolini em 27/ago/2013 15:27:24

Nesta última década nossas caixas de entrada estão cada vez mais cheias de E-mail Marketing, se tornou uma técnica popular entre profissionais de comunicação de todos os setores. Todos os dias recebo ao menos 15 e-mails marketing que envio direto para a lixeira, assim como tenho certeza que você também!

Aí que entra a dúvida: como podemos fazer para se utilizar dessa técnica da melhor maneira possível? Como podemos investir em uma ferramenta de divulgação e não cair nas caixas de spam ou nas lixeiras dos nossos remetentes? A resposta é simples: Seja útil!

  1. Primeiramente, é imprescindível que quem receba seus e-mails os queiram! Não compre listas intermináveis de e-mails que podem nem ser verificados com frequência, ou foram abandonados ou de pessoas que não tem o menor interesse no que a sua empresa tem a oferecer. Crie sua própria lista, adicione uma barra no site onde as pessoas possam por livre espontânea vontade acrescentar seus e-mails na sua lista, e divulgue nas suas redes que a empresa envia ótimas newsletters sobre o assunto de objeto da empresa. Enviar e-mail sem consentimento é considerado falta de privacidade nos dias de hoje, e poderá ser considerado SPAM não só pelos usuários, mas como também pelos servidores Gmail, YahooMail, etc...
  2. Crie um assunto que demonstre que o conteúdo do e-mail é informativo e interessante. É o primeiro contato do usuário com a sua correspondência, e se não for chamativa, intrigante e informativa tudo ao mesmo tempo, as chances de parar na lixeira são grandes!
  3. Mescle texto e imagem no seu conteúdo! Crie um layout clean, com imagens e chamadas como "Ver Agora!" ou "Saiba Mais" linkados à conteúdos no site da empresa.
  4. Adicione botões click-to-action com objetivo de cadastramento, compra ou preenchimento de formulários.
  5. Calendário de eventos na lateral direita do e-mail informa objetivamente as oportunidades de interação que os remetentes podem ter com a empresa, mesmo que sejam eventos não sediados ou organizados pela empresa.
  6. Adicione ícones de Facebook, Twitter e outras redes sociais que faça parte, com links para os perfis da empresa.
  7. Regule a frequência dos e-mail de acordo com seu público, o interesse demonstrado pelas informações e a quantidade de novos conteúdos no site. O ideal é começar com um e-mail por mês e ir variando o tipo de conteúdo como teste para identificar o que é mais apreciado, e por quem.
  8. Segmente suas listas. Envie e-mails diferenciados de acordo com a idade, sexo, profissão e outras características (caso essas informações sejam disponíveis).
  9. Pense em fisgar. Pense no mesmo princípio de uma Landing Page, como falamos em um post anterior, porém com o objetivo de atrair o cliente em potencial para entrar no seu site principal e se interessar pelo serviço ou produto, ao invés de vendê-lo imediatamente, então o uso de textos e imagens deve ser direcionado nesse sentido.
  10. Entenda os cliques! Não adianta receber muitos e muitos cliques e não ver retorno financeiro. Ás vezes um e-mail marketing eficiente não é eficaz, e talvez seja preciso modificar a natureza do conteúdo. Contabilize conversões provindas do e-mail enviado e faça as contas.

 

Tópicos: Empresa WSI

Precisa de ajuda com sua estratégia de Marketing Digital? 

Ebook: 30 dicas para Lead Generation

Saiba mais sobre:

  • Conteúdo e ofertas;
  • Chamadas (Call to Actions)
  • Landing Pages

Baixe este ebook gratuitamente e comece a gerar mais Leads!

Ebook Lead Generation

Cadastre-se para receber nossas atualizações