Fale Conosco

 As disrupções tecnológicas e seu impacto no marketing das empresas

   05 Fevereiro, 2018 / por Caio Cunha

|
|
AS DISRUPCOES TECNOLOGICAS E SEU IMPACTO NAS EMPRESAS

A rápida evolução tecnológica e as mudanças no perfil social estão impactando diretamente o universo dos negócios. As empresas estão tendo que adaptar seus valores aos novos modelos disruptivos de negócios, para não correrem o risco de se tornarem obsoletas.

as-disrupcoes-tecnologicas-e-seus-impactos-nas-empresas

Para se ter uma ideia, o Bank of America Merrill Lynch (BofA) criou a posição de Chefe global de estratégia de investimentos, que é comandada por Sarbjit Nahal, com o objetivo de identificar as tendências no longo prazo e entender como as transformações no mundo vão impactar o amanhã.

Segundo Nahal, em entrevista para Valor, "uma melhor compreensão dos fatores que criam e destroem valor nas empresas" ao longo das décadas será cada vez mais essencial para se obter retornos acima da média do mercado. Para ele, as mudanças climáticas irão definir nossa era, e a transformação do mercado de trabalho por conta da automação e disseminação da inteligência artificial são grandes oportunidades.

O avanço tecnológico e as novas gerações

O rápido avanço da tecnologia tem impacto direto na visão de mundo de gerações como os millenials- pessoas que nasceram entre as décadas de 80 e 90 – e geração Z – nascidos em meados dos anos 1990 em diante, e que cresceram em contato direto com a tecnologia.

É importante as empresas terem isso em vista porque essas gerações já dominam também o mercado de trabalho. Segundo pesquisa Ibope, 68% dos millenials estão no mercado de trabalho, sendo que 56% deles ocupam cargos de decisão; enquanto que na geração Z, esse número já alcança 31%.

Esses jovens também estão ligados a um estilo de vida mais livre e simples. Para eles, utilizar os recursos de maneira inteligente e racional é muito importante, fazendo com que os negócios que tenham como base a economia compartilhada conquistem esse público.

Para se ter uma ideia da força desse tipo de negócio, em Nova Iorque, o Uber já ultrapassou os táxis amarelos em número de passageiros transportados, e a estimativa é de que os 22 milhões de automóveis envolvidos nessa economia compartilhada hoje, serão 130 milhões em 2030, impactando diretamente no mercado automotivo.

O que as empresas precisam fazer para andar de acordo com o avanço tecnológico?

As disrupções tecnológicas exigem empresas cada vez mais atentas às oportunidades e as demandas da sociedade. Em entrevista concedida ao portal UOL, a chefe da Peugeot no Brasil, Ana Theresa Borsari, afirma que as montadoras não devem sobreviver no futuro caso insistam em seu atual modelo de negócio. Por isso, a empresa francesa tem adquirido diversas start-ups de compartilhamento ao redor do mundo para, futuramente, atuar também no ramo da prestação de serviços de mobilidade.

Um outro exemplo de avanço tecnológico, já muito presente no Brasil e no mundo, são os chatbots (chat de conversa e bot de robot) que utilizam mecanismos de inteligência artificial para automatizar a interação entre usuários e marcas nas redes sociais. Segundo Dan Cripe, diretor de tecnologia da Retale, esta é uma oportunidade incrível para marcas se relacionarem com seu público de maneira automatizada. O desafio é fazer com que a tecnologia corresponda aos desejos do cliente e integrá-lo em uma estratégia de marketing digital coerente, personalizada e com escuta atenta para as necessidades do seu público.

O avanço tecnológico e a publicidade digital

o-avanco-tecnologico-e-a-publicidade-digital

Uma das áreas que mais foi impactada com essas mudanças foi a da comunicação e publicidade. Os millenialls e a geração Z são as gerações que acompanham e interagem com as notícias pelo Twitter; compartilham momentos pelo Instagram, mantém contato com os amigos pelo Facebook e Whatsapp e estão sempre conectados por meio dos smartphones.

Para eles, as emissoras de TV são jurássicas, sendo que o consumo de notícias é feito pela internet e o de entretenimento é feito pelo Youtube ou plataformas de streaming como o Netflix.

As maiores corporações do planeta há muito tempo se deram conta dessa mudança radical no perfil do consumidor, e tem direcionado porções cada vez mais generosas de seus orçamentos publicitários para aumentar sua presença digital, através de ações no ambiente virtual e uma estratégia consolidada de Marketing Digital. Sugiro a leitura do meu post Budget de Marketing para 2018: verba e tendências.

Hoje, a internet está completamente presente não apenas na vida das pessoas, como também em seu processo de decisão de compras. Segundo pesquisa da Retailing Today, 81% dos compradores fazem pesquisas online antes de fazer grandes compras; O Google recebe mais de 100 bilhões de pesquisas por mês (Mashable) e 71% dos pesquisadores B2B iniciam sua pesquisa com uma pesquisa genérica no Google.

Esses dados nos mostram que o perfil dos consumidores está mudando. Hoje as pessoas pesquisam muito mais antes de realizar uma compra e para se satisfazerem precisam de conteúdos de qualidade que respondam suas dúvidas.

A automação do marketing, o uso da inteligência artificial para acelerar e atrair volume de negócios ideais têm possibilidades infinitas com o uso de dados disponíveis para aprender mais sobre seus consumidores. E, quando interligadas com a estratégia de vendas e amparadas por metodologias e tecnologias digitais, como Inbound Marketing, geram novas possibilidades de comunicação, muito menos invasiva e adequada às necessidades do público.

A capacidade de personalizar o conteúdo entregue, ou seja, a mensagem certa, na hora certa, para a pessoa certa, é poderosa. Por meio de conteúdos que respondam às dúvidas das pessoas, oferecidos através do Inbound Marketing, por exemplo, e anúncios no Google Adwords, que, aliás, possui uma plataforma de gerenciamento de anúncios que ajuda a entregar seus anúncios para as pessoas certas de acordo com os seus objetivos.

As plataformas, cada vez mais avançadas, conseguem captar e analisar dados para nos possibilitar a criação de campanhas cada vez melhor segmentadas, de acordo com os reais interesses do usuário.

Um exemplo, que li recentemente em um post do Avinash Kaushik, bastante interessante sobre a capacidade de personalização do público-alvo e o respectivo conteúdo por meio da inteligência de automação e análise de big data:

“Uma grande cadeia de hotéis queria resolver o seguinte problema: 90 mil viajantes ficam presos todos os dias em 5.145 aeroportos espalhados pelos Estados Unidos. Como o hotel pode garantir que eles aparecem no momento certo para todas essas pessoas? A solução era aproveitar os sinais em tempo real, como o mau tempo, os atrasos de voos nesses 5.145 aeroportos e outros dados importantes, combinando-os com algoritmos alimentados com Machine Learning (Aprendizado de Máquinas, em tradução literal) para automatizar anúncios e mensagens na proximidade dos aeroportos onde possuíam hotéis. Tudo isso sem controle humano. Resultado? 60% de aumento nas reservas nessas cidades específicas. Ou seja: Machine Learning + Automação = Lucro.

O que quero mostrar com isso? Que a automação, a inteligência de dados e a inteligência artificial já são realidade. O exemplo acima é do ano passado, não uma previsão para o futuro, e esse tipo de estratégia pode ser feita com a simples plataforma do Google Adwords, para contas com altos investimentos, por exemplo.

Hoje, já temos disponíveis muitas plataformas inteligentes que nos permitem criar anúncios e posts específicos para as dores das nossas personas em cada etapa do processo de compras que seus clientes participam. Já conseguimos entender, com o uso dessas plataformas de Inbound Marketing, como o Hubspot, quem são nossas personas (público-alvo), e que conteúdos as agradam mais, onde buscá-las e as ajudam a caminhar em um fluxo de vendas completo, desde os passos iniciais de marketing até a conclusão efetiva da venda.

Tendo isso e, no meu entender, alimentando essas plataformas com o uso de inteligência artificial para compilar numerosas variáveis relacionadas, tais como aquelas no exemplo acima, (hoje limitadas a talvez 2, 3 ou 4 variáveis que um especialista de marketing consegue gerenciar sozinho, como mencionado pelo Avinash Kaushik ), nos permitirá atingir o nosso público-alvo ideal com uma precisão muito superior ao que o simples especialista de marketing consegue processar sozinho. Logo, inteligência artificial integrado ao Marketing nos assegura resultados muito superiores. Ou seja, é a inteligência de dados alimentando uma estratégia real de marketing com um objetivo real: mais vendas!

Sua empresa está pronta para o avanço tecnológico?

A revolução tecnológica tem gerado uma transformação social sem precedentes na história mundial. As novas gerações – representadas pelos millenials e pelos membros da Geração Z- são protagonistas de mudanças em todos os setores de nossa vida.

As mudanças começam nas preocupações com o meio ambiente e passam pelas relações humanas até na maneira que as marcas conversam com essas pessoas e vendem seus produtos/serviços.

Metodologias de vendas mais modernas e ligadas no que o consumidor quer são fundamentais. Prova disso são excelentes resultados que metodologias digitais para aumentar vendas, como Inbound Marketing (serviços oferecidos pela WSI) tem conquistado. Essas metodologias, por sua vez, estão se fortalecendo com novas técnicas de inteligência artificial que aprimoram cada vez mais a qualidade das oportunidades e, consequentemente, mais volume de negócios sendo gerados.

Caso sua empresa não esteja atenta a essas transformações, e não tiver a coragem de rever valores, perspectivas e suas estratégias de comunicação digital, muito provavelmente não haverá espaço para ela em um futuro próximo.

A palavra-chave para os próximos anos é transformação. Você está pronto?

Transformação Digital

 

Sobre o autor:

Imagem_assinatura

Caio Cunha | Co-Founder WSI Consultoria

Executivo Internacional com experiência em capacitação empresarial, estratégias de Marketing Digital e Inbound Marketing. Tem como desafio cotidiano a busca por soluções efetivas para empreendedores e gestores que pretendem crescer e expandir seus negócios.

 

Tópicos: Transformação Digital, Disrupções tecnológicas

Excel ROI

Posts Recentes

Newsletter