Fale Conosco

Como avaliar se a minha estratégia de Links Patrocinados está indo bem?

   21 Março, 2016 / por Ana Luiza Cunha

|
|
COMO AVALIAR SE A MINHA ESTRATEGIA DE LINKS PATROCINADOS ESTA INDO BEM PPC

Das estratégias de marketing digital, o PPC (pay-per-click ou links patrocinados) é uma das maneiras mais eficazes de alcançar resultados em um curto espaço de tempo. Apesar dos investimentos demandados para anunciar no Google e demais plataformas, quando bem trabalhada, ela traz resultados em vendas e negócios que facilmente pagam o investimento.

Porém, o trabalho com Links Patrocinados não é simples, e se não for feito da maneira correta, você pode simplesmente gastar dinheiro à toa. Para que isso não aconteça, existem duas alternativas: ou sua empresa monta uma equipe que tenha conhecimentos em gerenciamento de campanhas de anúncios; ou contrata uma agência de marketing digital, que terá profissionais especializados no assunto e auxiliará você a criar e gerenciar suas campanhas.


Apesar dos custos na contratação de uma agência serem muito inferiores aos de criar uma equipe interna, é preciso ficar de olho no trabalho que está sendo executado para que as campanhas estejam de acordo com os objetivos da sua empresa.

Se você pensa:

"Minha estratégia com PPC não traz retorno financeiro"

Calma...

Existem alguns erros muito comuns em estratégias de PPC, que podem atravancar sua estratégia e acabam não gerando o retorno financeiro esperado. Se o seu site estiver recebendo visitas vindas do Google Adwords, Bing Ads ou outra plataforma de anúncios em que a sua empresa invista e mesmo assim não esteja gerando vendas, recomendamos que você preste atenção em alguns pontos que podem estar errados em sua campanha.

PPC.jpg

1. A página de destino do anúncio está adequada?

Geralmente o ideal é construir uma landing page (página de pouso) especial, própria para a campanha, que responda às questões sobre o assunto em questão, sem distrações, e que leve o visitante a confiar na sua marca e converter. Erros a serem evitados:

  • Os anúncios falam de produtos específicos, mas levam o consumidor à página de entrada do site, ou seja, ele entra no seu site e ainda tem que procurar (novamente) pelo produto. É desistência na certa!
  • As páginas dos produtos não são explicativas, oferecem poucas informações sobre o produto em questão ou não são atrativas;
  • As landing pages em que os clientes caem após clicarem nos anúncios não tem as palavras-chave que ativou os anúncios;
Leia também: Será que você está gastando dinheiro em anúncios que não funcionam?


2. Seus anúncios estão segmentados para as regiões geográficas corretas?

Se você tem um negócio local ou se seu e-commerce não atende a uma determinada parte do país, não faz sentido que as pessoas dessa região sejam impactadas pelo seu anúncio, pois dessa forma, você receberá um clique que nunca será convertido em venda. Além disso, se você vender para determinada região do país, na qual o frete é muito caro, fazendo com que os usuários desistam da compra quando estão no carrinho, é válido pensar estrategicamente e pausar a campanha para essa região até que você possa oferecer uma melhor opção de frete para esses consumidores.

  • Os anúncios estão aparecendo para regiões do país para as quais sua empresa não vende;

3. As palavras-chave da campanha são aquelas que vão trazer o público-alvo que você almeja?

A seleção de palavras-chave é um momento muito importante no gerenciamento de uma campanha de anúncios, pois é nesse estudo que avaliamos não apenas o volume de busca e o CPC (custo por clique) de cada palavra escolhida, mas também com qual persona do nosso público-alvo aquela palavra conversa e se aquela palavra é uma parte importante na estratégia comercial da empresa. Nesse aspecto, erros comuns são:

  • Seus anúncios são ativados com palavras-chave muito genéricas, que geram cliques para o site, mas não geram conversões;
  • Não estão sendo usadas palavras negativas, ou seja, não foram selecionadas palavras que não devem ativar seus anúncios. Como por exemplo,:grátis, apostila, curso, etc. Esse tipo de palavra costuma atrair pessoas curiosas e estudantes que não necessariamente estão interessados no serviço/produto que a sua empresa oferece.
  • Trabalhe tipos de correspondência para que apenas as palavras desejadas acionem anúncios. Palavras amplas podem trazer assuntos relacionados mas que não convertem em vendas.

4. Seu site é amigável? É fácil para o seu público encontrar o que precisa? Passa confiança?

De nada adianta ter uma campanha bem otimizada de links patrocinados se o site não for de fácil navegação para o usuário, ajudando-o a encontrar facilmente o que deseja. Alguns erros comuns:

  • A arquitetura do site não proporciona uma boa navegação ao usuário ou os botões que chamam o usuário para a ação não são claros;
  • O website não gera muita confiança, não tem selo de privacidade, política de troca, descrição detalhada do produto ou serviço, etc.
Saiba mais: Você sabe quantas pesquisas são feitas no Google sobre o seu negócio?

5. O investimento está suficiente para o seu mercado?

O investimento que você destina aos anúncios está de acordo com o valor do CPC das palavras-chave para as quais você quer aparecer? Ou a verba está acabando muito cedo? Sem trazer grandes resultados para a empresa?

  • O investimento que está sendo feito na plataforma não é o ideal para o segmento do mercado e o CPC médio das palavras, fazendo com que a verba diária acabe sem ter a oportunidade de aparecer em muitos resultados de pesquisa.

É claro que se o site não gerar vendas também pode ter outros motivos, como: seu produto estar acima do preço oferecido pelos concorrentes, o frete pode estar muito caro, o produto pode ser considerado de não tão boa qualidade ou o usuário pode ter encontrado alguma critica ao seu site nas mídias sociais ou em sites destinados a reclamações, desmotivando a compra.

Para entender qual tipo de erro está afetando o seu negócio, se é algo relacionado à sua proposta comercial, algo errado com o site ou com a estratégia criada pela agência, você pode avaliar os seguintes indicadores de desempenho  no seu relatório de links patrocinados:

  • Quantidade de visitantes do site no mês x conversões;
  • Páginas em que o usuário está chegando ou desistindo da compra (necessário que a conta seja integrada com o Google Analytics);
  • Índice de qualidade da sua campanha (para saber se o que é oferecido no anúncio é respondido ao cliente quando ele chega na sua landing page);
  • Quais palavras-chave levam a mais conversões.

Assim, avalie se a campanha criada pela sua agência de links patrocinados está sendo realmente efetiva e trazendo bons resultados. Faça todas as perguntas necessárias.

Análise de campanha


assinatura_ana-.pngSobre o autor:
Ana Luiza Cunha Consultora de Marketing Digital WSI Consultoria

Experiência em Gestão de Projetos de TI, ingressou em Marketing Digital em 2009, tendo se especializado em Inbound Marketing e SEO (Otimização de Sites), sempre com a intenção de entregar os melhores resultados para seus clientes.

linkedin.pngfacebook-1.pngtwitter.png email: analuiza@wsiconsultoria.com 

Tópicos: PPC

-->