Fale Conosco

Otimização de Landing Page:É questão de Psicologia, não de Tecnologia!

   22 Julho, 2015 / por Caio Cunha

|
|
COMO FAZER UMA BOA LANDING PAGE

A página de destino ou Landing Page (Página de Pouso):

É a página onde os visitantes chegam após terem clicado em um link de um e-mail, por exemplo, ou via o mecanismo de busca, ou uma propaganda em banner ou PPC, ou é o destino final de um prospect depois dele seguir uma campanha publicitária offline tal como um jornal, um comercial de televisão ou de rádio.

Qualquer que seja a forma como a Landing Page é disponibilizada, seu objetivo principal é sempre converter o possível cliente interessado em um cliente real, influenciando-o na sua tomada de decisão.


otimizaao-de-landing-page-na-web-e-uma-questao-de-psicologia-e-nao-de-tecnologia

Existem 3 tipos principais de Landing Pages:

1. Páginas para promoções específicas;

2. Páginas On-Site, e

3. Páginas de Microsites.

Todas direcionam os contatos para uma entrada no funil de vendas.

Leia também: Marketing de conteúdo é o rei

Essas três páginas possuem também classificações, ou seja, diferentes formas de abordagem que podemos classificar assim:

Páginas Teaser:

Oferecem ao visitante apenas as informações suficientes para clicar e ir até o próximo passo do processo para compra de um produto, por exemplo.

Páginas de Captura:

Buscam capturar as informações de contato do visitante, visando colher uma possível prospecção em um segundo momento, por exemplo. 

Páginas Publicitárias:

Possuem diferentes formas, mas sempre tem um objetivo bastante específico, como para atingir um nicho de mercado também muito específico. 

Páginas Virais:

Visam guiar os clientes a indicarem essa página aos amigos. 

Microsites:

Requerem maior comprometimento e investimento, pois são na verdade sites, com URL e design, focados sempre em um produto ou linha de produtos. 

Landing Page específica para produtos/serviços oferecidos:

Como está escrito, representa uma página do website que contém todas as informações de um produto ou serviço específico. 

Home Page:

Esta é a página introdutória de um site e que normalmente tem a menor conversão de vendas, pois ela simplesmente direciona para outras páginas.

Leia mais: Como avaliar se sua estratégia de marketing online está indo bem?

Independentemente do tipo da Landing Page, todas devem possuir bom conteúdo. Precisam também possuir um incentivo para o leitor e, é claro, opções para ele divulgar a mais público (ícones de mídia social para compartilhamento, por exemplo).

Abaixo estão algumas dicas de como fazer uma boa Landing Page:

  1. Definir claramente o seu objetivo.
  2. Definir o perfil do seu cliente – criar as personas.
  3. Selecionar os domínios de acordo com as características citadas acima.
  4. Criar uma estrutura lógica (wireframe) – as informações mais importantes devem estar na parte superior, até o meio da página, por exemplo.
  5. Copywrite - as pessoas não lêem na Internet, elas passam os olhos nas informações. Elas vêem os títulos, tópicos e gráficos, por exemplo. É importante que o título sempre tenha a ver claramente com o tema que o visitante estava buscando antes de acessar a página.  Tendo chegado à página, por sua vez, o cliente deve ser convidado à tomada de decisão.
  6. Fazer testes – deve aplicar testes nas landing pages em intervalos regulares, mas sempre com certa freqüência, e medindo e analisando os resultados. Assim pode ir aperfeiçoando a landing page até que consiga, com ela, atingir o seu objetivo final.
  7. Conteúdo – utilizar mais ou menos metade do que seria o conteúdo offline que usaria em material impresso, por exemplo. O público online lê apenas as primeiras palavras dos títulos e temas reportados e somente frases selecionadas espontaneamente dos parágrafos escritos. Quando lêem listas de itens e diversos assuntos, geralmente concentram no início e fim, e raramente no meio.
  8. Parágrafos – devem ser sempre curtos e convidativos, alternando entre parágrafos menores e maiores. Nunca devem ultrapassar quatro ou cinco linhas.

 

Exemplos de coisas que podem realmente estragar uma campanha e, por isso, tem que evitar são:

  • Texto demais;
  • Páginas com erros, links quebrados e outras coisas que não funcionam bem;
  • Dados para preenchimento obrigatório;
  • Botão para apagar e preencher novamente dados pessoais;
  • Acesso às normas e políticas de confidencialidade, quando obrigatório, nunca devem estar distantes do formulário sendo preenchido;
  • Poucas opções de como contatar a empresa;
  • Informações incorretas sobre entrega dos produtos ou sobre o preço de venda;
  • Muitos links que levam a muitos destinos diferentes no website.

Por fim, é importante também lembrar que o design e a otimização de landing page exige um certo conhecimento, como também requer muita psicologia. Um erro comum que as empresas cometem é delegar este tipo de serviço para o departamento de TI, por exemplo, ou para alguém sem muita experiência na área gráfica de marketing, e correm o risco dessa tarefa ser tratada sem muita atenção ou simplesmente deixada de lado e só atendendo-a quando tiver um tempo livre. Na verdade design de landing pages deve ser um dos principais pontos focal de uma campanha de marketing de uma empresa.

 

Você leu o resumo sobre o 4º capítulo, leia agora o resumo dos outros capítulos:

Capítulo 1: O Cenário Digital: Estrutura e Estratégia

Capítulo 2: Marketing de conteúdo é o rei

Capítulo 3: Links patrocinados: Consiga novos clientes mais rápido do que imagina!



Gostou do resumo sobre o quarto capítulo do livro Digital Minds e as características de Landing Page? Você pode ler esse e os outros capítulos baixando nosso e-book gratuitamente!
Livro Digital Minds


 

Tópicos: Marketing Digital

Excel ROI

Posts Recentes

Newsletter