Fale Conosco

3 tipos de vídeos que toda marca deveria criar

   30 Abril, 2019 / por Caio Cunha

|
|
3 TIPOS DE V%C3%ADDEOS QUE TODA MARCA DEVERIA CRIAR
Nosso artigo de hoje é uma tradução adaptada de um texto escrito por Mark D. Hall no blog da Smart Insights. A publicação original você pode conferir aqui.
WSI - 30-04

Para todo lugar que você olha atualmente, as pessoas estão olhando para alguma tela. O que eles mais visualizam são vídeos em mídias sociais e transmissão de TV.

 Os vídeos não são mais recomendados para as marcas com o status “é bom fazer”; eles são essenciais para aumentar o conhecimento sobre sua marca, construir autoridade em um nicho de mercado e estimular futuras conversões.

 O ROI de vídeo é bastante interessante, conforme mostrado em artigos recentes da Smart Insights e Wordstream.

 Algumas estatísticas de vídeo marketing para analisarmos: 

  • Os e-mails que contêm vídeos têm taxas de cliques 96% mais altas do que os e-mails que não são de vídeo. (Lembrando que não é possível atachar o vídeo ao email, apenas divulgá-lo)
  • Os profissionais que utilizam vídeos em suas campanhas de marketing desfrutam um aumento de 54% no reconhecimento da marca.
  • Vídeos geram 12 vezes mais compartilhamentos do que texto e imagens combinados.
  • O vídeo gera um aumento de 157% no tráfego orgânico das páginas de resultados de pesquisa.

 Para aumentar o conhecimento sobre sua marca e seus produtos, você precisa produzir e postar três tipos de vídeos: história da marca, sobre o seu segmento específico e vídeos que respondam às dúvidas e dores da sua buyer persona. Cada um é necessário em diferentes pontos da jornada do comprador para informar e orientar seus clientes em potencial ao longo de seu caminho de conversão.

 

Crie vídeos sobre a história da marca

Como Simon Sinek colocou em sua famosa palestra no TED 'Start With Why' (veja abaixo), seus possíveis compradores não compram apenas o que você está vendendo e como você o entrega, mas por que você está no negócio em primeiro lugar. Tenha isso em mente ao se esforçar para criar awareness para sua marca desconhecida (e 99% das marcas são desconhecidas, em nível global).

 Link do Vídeo: https://www.ted.com/talks/simon_sinek_how_great_leaders_inspire_action?language=en

 Pense nisso. Se você vai comprar um molho e compara dois produtos similares, sendo que preço, qualidade e sabor são iguais, você prefere comprar seu molho de salada da Brand A ou Newman’s Own, a empresa que doa 100% de seus lucros para caridade? Mesmo que você não dê nada à caridade, a maioria das pessoas gostaria que outras pessoas soubessem disso. Então, você compraria o Newman porque fica bem na mesa da sua cozinha e porque faz você sentir que está fazendo uma boa ação.

 Steve Olenski nos dá 4 dicas para criar uma história de marca convincente. Eles são um excelente ponto de partida, enquanto você faz um brainstorm de ideias para o seu próprio vídeo de marca.

 Então, em seu vídeo sobre a história da marca, fale com transparência sobre quem você é e o que você representa. Faça isso da maneira mais clara e convincente possível e pare. Seu vídeo de marca não é o lugar para vender seus produtos; você pode fazer isso em comunicações posteriores. Seu objetivo aqui é construir confiança e uma conexão pessoal mais profunda.

 

Exemplo de comércio eletrônico: óculos Warby Parker

A Warby Parker, vendedora online de óculos de prescrição, conta sua história de marca diretamente pela boca de seu co-fundador, David Gilboa, e outros líderes em formato de vídeo.

 Gilboa começa por compartilhar como foi frustrante para ele pagar 700 dólares por um par de óculos de substituição depois que perdeu os óculos em um aeroporto. Então ele começou uma empresa para resolver o problema.

A jogada: para cada par de óculos que Warby vende, eles distribuem um par grátis para alguém em necessidade. Agora, essa é uma história convincente com a qual qualquer pessoa pode se relacionar.

Além disso, o vídeo de Warby destaca o recurso de 'try-on virtual' no site, que aborda uma preocupação que muitos compradores potenciais de óculos têm: não saber como os óculos ficarão na seu rosto. Embora os vídeos de origem de marca geralmente não devam discutir os recursos, era apropriado que Warby fizesse isso, porque eles descobriram que a objeção "não posso testá-los" era muito significativa para uma porcentagem de seus clientes em potencial.

 Também tenha em mente que este vídeo: 

  • Não requer gráficos ou produção extravagante. Ao mostrar entrevistas com líderes fundadores em seus escritórios, o vídeo é pessoal e autêntico.
  • Com menos de 3 minutos, o vídeo é curto. Você não precisa de 10 minutos ou mais para contar sua história (se você acha que tem, obtenha alguns comentários de pessoas de fora da sua empresa. É provável que seu roteiro de esboço seja muito longo).
  • Começando com o brainstorming criativo com sua equipe de marketing, você pode fazer o mesmo com sua marca.

  

Crie vídeos para segmentos específicos com assuntos específicos

 Depois de informar seus clientes-alvo sobre a sua marca, é hora de ir mais fundo, para construir uma conexão cada vez mais pessoal com seus clientes potenciais. Para fazer isso, você precisa: 

  • Segmentar suas listas de prospects por qualquer critério que você tenha estabelecido.
  • Personalizar suas comunicações para a intenção e as preferências de cada cliente potencial.

 No lado da segmentação, o HubSpot compartilha 30 maneiras de segmentar sua lista de e-mail, que inclui critérios demográficos básicos como geografia, sexo, idade e nível educacional, além de outros fatores como o estágio em que estão no ciclo de compra e a persona do comprador.

 Mas para personalizar completamente a mensagem em seus e-mails e os vídeos que você incorporará, você precisará usar dados comportamentais. Isso significa acompanhar o que seus clientes em potencial clicam em seus sites, e-mails ou outros canais de marketing.

 Este é o processo para tornar suas comunicações cada vez mais pessoais: 

  • Baseie seu e-mail inicial na origem do lead (chat, formulário da web, vendas de saída) e no segmento do lead
  • Baseie o próximo e-mail no que seu prospect clicou no primeiro e-mail (por exemplo, segmento / persona, tópico de interesse).
  • Baseie o próximo e-mail no que seu possível cliente clicou no segundo e-mail
  • Analise e repita.

 A melhor maneira de fazer isso é com uma plataforma de automação de email. Ao integrar um aplicativo de automação ao seu sistema de gerenciamento de relacionamento com o cliente (CRM), você não apenas enviará aos clientes em potencial o conteúdo mais relevante. Você também reunirá dados em nível individual que podem ser usados para saber mais sobre a mentalidade e as motivações de seus clientes em potencial.

 Mais importante, você deve incorporar vídeos cada vez mais personalizados em seus e-mails para que seus clientes em potencial possam escolher os tópicos de interesse. Você também pode incluir links para as versões do artigo, para os espectadores que ainda gostam de ler.

 Ao criar esses vídeos para segmentos específicos, certifique-se de: 

  • Mante-los curtos (menos de 90 segundos é o ideal).
  • Otimizar sua carga de vídeo e velocidades de streaming.
  • Concentrar seus vídeos no segmento de prospecção e estágio de compra corretos.
  • A linha inferior é cada email e vídeo que você envia deve ser cada vez mais personalizado e relevante. Se, em cada e-mail e vídeo enviado, você puder fazer com que seu cliente em potencial diga: "Sim, sou eu, e é isso que eu quero", você conseguiu.

Tenha em mente o seu objetivo aqui - não é vender (pelo menos ainda não). Depois de criar confiança e rapport com seus vídeos da história da marca, você precisa criar engajamento. Portanto, a menos que você esteja vendendo um produto ou serviço de "consideração rápida" (menor preço, menor risco), seu prospect precisará se sentir muito à vontade com sua marca antes de se desfazer de seu dinheiro suado.

  

 

 

Crie vídeos explicativos

Agora, supondo que você tenha feito seu possível cliente saber o "porquê" da sua marca e ter aumentado seu envolvimento com ele (o "o quê"), é hora de fazer um caso atraente para seu produto ou serviço (o "como"). Alguns chamam isso de venda, mas eu prefiro o termo 'construção de valor', porque se você fizer isso bem, seu produto ou serviço deve se vender.

 Vídeos explicativos são o reino da proposta de valor e benefícios. Sua proposta de valor é o valor agregado de sua oferta e como ela faz isso melhor do que qualquer outra marca.

 Aqui está um exemplo da Tortuga Backpacks, um vendedor de pacotes expansíveis:

 "Traga tudo o que você precisa sem despachar uma mala".

Essa proposição de valor é curta, direta e direcionada a um desejo emocional (para evitar o tempo e o custo extra de processamento da bagagem despachada).

 A blogger de marketing Mary Fernandez fornece algumas orientações importantes sobre como escrever uma proposição de valor, incluindo um modelo de tela visual.

 O próximo nível de criação de um vídeo explicativo é determinar os benefícios exclusivos que seu produto ou serviço oferece. Não recursos ou especificações, mas como sua oferta oferece mais valor, em níveis funcionais e emocionais.

 Não tem certeza de como obter benefícios? Use o modelo FAB, que se divide como: 

  • Recurso - "Tem ..."
  • Vantagem - "O que significa ..."
  • Benefício - "Então, isso ..."

 Por exemplo, digamos que o SynchSneakers.com venda um tênis inovador com cardaços que são sincronizados automaticamente depois que você coloca o tênis. O FAB neste caso: 

  • Tem ... cardaços com sincronização automática que fazem o laço perfeito.
  • O que significa ... que você não precisa amarrar manualmente seus sapatos toda vez que os colocar.
  • Então… Você economiza um minuto toda vez que você os coloca. Isso e seus amigos ficam impressionados quando vêem isso!

 

Um ótimo roteiro é essencial

 Se você assistiu a muitas comédias na TV, sabe da importância de uma boa equipe de roteiristas. Grande roteiro, show engraçado. Roteiro médio e o programa está fora do ar dentro de seis meses.

 Portanto, a menos que você deseje que seus possíveis clientes fechem rapidamente seus vídeos, contrate um redatora com habilidades comprovadas de copywriting, alguém cuja cópia tenha provado que seus olhos se transformam em cliques. O copywriting definitivamente não é um lugar barato, porque o sucesso dos três tipos de vídeo que descrevi aqui depende da qualidade de seus scripts.

 Você pode tentar se preferir não se comprometer com um contrato de longo prazo com uma agência de marketing de vídeo.

 

Divulgue seus vídeos amplamente

OK, suponhamos que você produziu alguns vídeos e os transferiu para suas campanhas de e-mail e propriedades da web. Esse é um ótimo primeiro passo. Mas não pare por aí. Se esses vídeos tiverem taxas de cliques decentes para suas principais métricas de engajamento (se não o forem, é hora de repetir o processo de criação de vídeos), implemente-os amplamente em todos os seus canais de mídia social.

 Apenas certifique-se de que as manchetes de referência para esses vídeos façam referência a itens como segmento de prospectos, estágio de compra ou interesses, para que seus possíveis clientes os considerem relevantes. Mesmo os vídeos com melhores roteiros, se vistos na hora errada, ou pelos prospectos errados, ficarão vazios.

 

Coloque seu trem de marketing de vídeo em movimento

Nossos períodos de atenção parecem diminuir a cada ano, à medida que somos bombardeados com mais mensagens de marketing. Mais uma razão para o seu criativo de marketing central estar em nosso modo de comunicação preferido: vídeo on-line.

 Ao criar scripts, produzir e postar vídeos de origem da marca e específicos do segmento, você convencerá mais clientes potenciais a se envolver e, finalmente, confiar na sua marca e nas pessoas por trás dela. Em seguida, depois de criar mais conexões pessoais, seus vídeos explicativos podem ajudar a levar seus clientes em potencial até um ponto de inflexão.

O melhor de tudo é que, como você diferencia mais sua marca e compete menos, você certamente verá seus custos gerais de marketing diminuírem e seu ROI de marketing de vídeo aumentar.

 

 CTA GUIA DE PLANEJAMENTO PARA 2019-3

 

 sobre o autor:

 assinatura Caio

linkedin.pngfacebook-1.pngtwitter.png email: caio@wsiconsultoria.com 

 

Excel ROI

Posts Recentes

Newsletter