Fale Conosco

5 tendências para provar que o email marketing não morreu - Relatório Smart Insights

   28 Fevereiro, 2019 / por Caio Cunha

|
|
5 TENDENCIAS PARA PROVAR QUE O EMAIL MARKETING NAO MORREU RELATORIO SMART INSIGHTS

Em nosso post, “Qual deve ser meu budget de Marketing para 2019” mostramos que email marketing continuaria sendo uma das tendências para esse ano. Porém, não é incomum ouvir por aí que o email marketing morreu ou que a estratégia não traz resultado, quando na verdade possui um ROI extraordinário.

5 tendências para provar que o email marketing não morreu - Relatório Smart Insights 28-02

Segundo “Relatório de Gerenciamento de Marketing Digital em 2019”, da Smart Insights, dois terços dos profissionais de marketing classificaram o email marketing como de retorno médio do investimento (ROI) quando comparado a outros canais.

 A grande questão do email marketing é como usá-lo de maneira estratégica para que sua empresa colha os resultados esperados. Em uma era em que a experiência do cliente está em primeiro lugar, não podemos tratar o email marketing como um mero boletim de notícias.

É necessário investir tempo em estratégia para envolver seus assinantes e desenvolver a intenção de compra. Além de investir em ferramentas de automação que permitam aos profissionais de marketing assumir o controle dos dados de clientes e aproveitá-los de maneira eficaz para entregar resultados.

 Por isso, hoje vamos compartilhar o resultado de um relatório da Smart Insights que ficou pronto em 31 de janeiro de 2019 e mostra 7 tendências de email marketing para esse ano. Hoje, vamos compartilhar 5 tendências e no próximo post mais 2.

 Continue lendo esse artigo e fique por dentro! 

Tendência 1: Invista em envolvimento com o consumidor e ganhe lealdade!

O primeiro dado impressionante dessa pesquisa nos mostra que 83% das pessoas preferem receber comunicações de marcas via email. Em seguida, com 38%, vem o Facebook. É uma diferença bastante considerável e que abre uma série de possibilidades para as marcas, já que por email as marcas não dependem do alcance das redes sociais, podem fazer disparos automatizados e personalizados, enriquecendo a experiência do usuário.

 A pesquisa também mostrou que 65% dos entrevistados verificam seus e-mails mais de 3 vezes ao dia e que 28% mais de 10 vezes por dia, o que aumenta em muito as chances das marcas serem vistas.

 A respeito das pessoas que não interagem com os emails, mas que também não cancelam sua inscrição, um dado muito importante: mais de 50% dos entrevistados revelaram que permanecem na base porque querem saber sobre promoções e novos produtos.

 O que nos leva as duas importantes lições: 

  1. Tem gente em sua base apenas esperando pela oferta perfeita ou lançamento para comprar e interagir com você.
  2. Será que você conhece sua base? Sabe quais suas preferências e quais são essas ofertas ou novos produtos que você poderia ofertar? Aqui entram dois aspectos muito importantes que trataremos adiante: inteligência artificial e automação de marketing.

 A pesquisa também considerou a aderência ao email em pessoas de faixas etárias diferentes e encontrou, claro, cenários diferentes.

 Os emails são preferidos de todas as gerações, seguido por posts e mensagens de texto. Devido ao aumento da preferência dos mais jovens por mensagens rápidas, o relatório sugere que as marcas revisem seu uso de SMS e Facebook Messenger, fornecendo também opções se elas continuarem a confiar apenas nas comunicações por email.

  

 

  

Por fim, entendemos nessa primeira tendência que as pessoas gostam de ser as primeiras a saber sobre algo. Gostam de acessar seus emails e receber promoções, ofertas exclusivas e produtos que combinam com elas. Dessa maneira, investindo em envolvimento com o consumidor, pensando em suas preferências na hora de enviar o email, conseguiremos manter sua lealdade pela marca

Tendência 2: Preocupe-se com o design do email

 Criar um layout atraente para o email sempre foi um desafio. Temos menos pixels disponíveis na caixa de entrada em comparação a um navegador da web, cada device abre o email de forma diferente e temos um aumento crescente de consumidores abrindo seus email por dispositivos móveis.

 Então, o primeiro fator fundamental é que o email seja responsivo. Por mais que pareça algo básico, muitos não são compatíveis.

 Abaixo algumas tendências de design para emails, de acordo com uma pesquisa da Litmus com mais de 240 profissionais de marketing

 

 Em 2019, o grande foco de mais de 40% das empresas será e-mails mais personalizados e conteúdo dinâmico, o que vai de encontro com o que falamos no tópico anterior. Em seguida, 32% apontam sobre a criação de emails interativos e 28% criação de conteúdo orientado à Inteligência Artificial e aprendizado da máquina.

 Também é esperado mais conteúdo ao vivo, como por exemplo, o clima em tempo real (imagine o potencial disso para negócios relacionados à moda ou esportes radicais), relógios com contagem regressiva para despertar a urgência de uma oferta. Nesse exemplo, você pode avisar para o consumidor que ele tem 24 horas para adquirir uma oferta e o relógio atualiza em tempo real, dando a sensação de urgência para compra.

Para o design busca-se a simplificação, tanto para a criação quanto para o consumo das pessoas, ou seja, um design que seja mais simples e que favoreça a usabilidade para quem está lendo. . Além do uso de gif’s e animações em CSS e assim por diante.

Há um interesse contínuo no uso de recursos de e-mail interativos, carrosséis e a possibilidade de ocultar / revelar seções de conteúdo. Coisas que os clientes podem tocar para interagir com o conteúdo de email, sem sair da sua caixa de entrada.

Em um primeiro momento, a possibilidade de executar uma pesquisa de feedback ou teste dentro de um email. Por que levar alguém a um site para uma atividade simples quando há a possibilidade de aumentar o engajamento do usuário dentro do próprio email? É de se pensar.

Para o futuro, espera-se que os emails interativos sejam um site completo em um e-mail, para que os clientes nunca precisem deixar o email. Essa é uma visão muito moderna e não deve acontecer em um futuro próximo, precisamos até avaliar com cautela se realmente queremos isso.

Tendência 3: Inteligência Artificial e Aprendizagem de Máquina

A Smart Insights analisou as oportunidades e ferramentas para IA em todo o ciclo de vida do cliente.

  

 

As aplicações de Inteligência Artificial para email marketing estão relacionadas principalmente à conversão e a engajar os usuários durante o ciclo de vida mostrado na figura acima.

O relatório recomenda concentrar os esforços em Machine Learning ao invés de IA (Inteligência Artificial). Como já expliquei no post “Inteligência Artificial: o que é e suas aplicações em negócios”, machine learning é uma metodologia de Inteligência Artificial.

Trata-se do processo de aplicar algoritmos a conjuntos de dados de interação existentes

para gerar insights para comunicações futuras por meio de dados históricos. Essas percepções podem então ser aplicadas a campanhas futuras para melhorar a relevância e a resposta das comunicações.

Analisando os dados históricos de respostas de diferentes segmentos de público, períodos, mensagens e tipos de ofertas, podemos criar modelos de regressão para calcular a probabilidade de resposta em situações semelhantes.

Esses insights têm muito valor para uma organização, pois como as regras de personalização podem ser criadas manualmente ou usando o aprendizado baseado em AI, as regras podem ser automaticamente definidas para personalizar e-mails para um indivíduo e, com isso, maximizar a probabilidade de resposta.

Dessa forma as comunicações se tornam mais relevantes e responsivas. Para ter acesso a esse tipo de recurso podemos utilizar, por exemplo, o serviço Amazon Personalize, que faz parte do Amazon Web Service e permite personalizar os emails assim como a Amazon faz. foi chamado de "Personalização em tempo real e recomendação para todos".

Algumas opções possíveis de personalização de email baseadas em IA:

1. Personalização de conteúdo e ofertas de e-mail: este é o clássico estilo baseado na 'Amazon'. 

  • Linha de assunto personalizada
  • Recomendações personalizadas de produtos de acordo com as compras e interesses da pessoa
  • E-mails personalizados pós-compra
  • E-mails de abandono de carrinho personalizados
  • E-mails personalizados de navegação e abandono
  • Conteúdo em tempo real
  • Promoções personalizadas
  • Reabastecimento e renovação
  • Classificações e solicitações de revisão
  • Tempos de envio personalizados

 O relatório também fala sobre geração de Linguagem Natural (NGL) de narrativas e a importância de ter a capacidade de construir e contar histórias usando linguagem genuína e natural que reflita a voz única de uma determinada marca, adaptando-se ao contexto de cada campanha personalizadas para cada público. Além de segmentação preditiva para selecionar o melhor público para determinada campanha. 

Tendência 4: Personalização com Inteligência

Fala-se em personalização do email há muitos anos, porém o relatório defende que essa personalização deve ser cada vez mais guiada por dados e automação, como vimos nos tópicos anteriores. Temos que ir além do Olá, [NOME DA PESSOA]! Tudo bem?

O relatório defende que, assim como as redes sociais enviam notificações para manter os usuários sempre ativos, devemos maximizar o envolvimento de emails disparando notificações, lembretes.

Por exemplo: enviar email notificando a pessoa que o carrinho dela está cheio e ela não concluiu a compra, oferecendo uma bonificação para a finalização e assim estimulando a

venda. Ou enviando para a pessoa itens que ela visitou e não comprou. Aqui no Brasil, grandes e-commerces como Americanas e Ponto Frio já fazem isso.

As recomendações de produtos, mesmo feita de maneira manual, é uma tendência muito forte. E para isso precisamos ter uma plataforma de automação de marketing e fazer boas perguntas para os nossos leads para entender suas preferências. Na WSI Consultoria, adotamos para os nossos clientes Hubspot e RD Station

Tendência 5: Experiência do usuário e copywriting

Se o email marketing é um dos nossos principais pontos de contato com os clientes, devemos pensar muito bem na experiência do usuário. Já falamos sobre o design e personalização com base nos interesses do usuário e precisamos pensar muito bem no texto que será usado, no tom de voz da marca e no contexto.

Oferecer uma boa experiência ao usuário é o foco central em qualquer estratégia e quando se trata de email marketing temos 3 pontos fundamentais: 

  • Utilidade
  • Personalização
  • Foco no cliente.

Como já falamos bastante aqui no blog da WSI Consultoria quando explicamos a metodologia de Inbound Marketing, é fundamental centrar suas comunicações nas dores da buyer persona. As pessoas estão cansadas de propaganda e não querem ouvir o mesmo discurso de sempre sobre a marca. Elas querem saber como as marcas podem ajudá-las a resolver seus problemas.

A Holistic Email Marketing analisou vários e-mails de 80 marcas e descobriu que 67% das marcas que tinham e-mails contendo um ou mais dos três pilares, tinham taxas de leitura mais altas que os demais, o que prova a importância de focar no usuário.

Além disso, é fundamental que o texto entregue o que a pessoa precisa. Mais do que descrever características de um produto, precisamos mostrar os benefícios daquele produto para aquela pessoa (personalização). Quando mais deixamos claro esses benefícios e criamos uma copywriting (trata-se de uma técnica de criação de texto com foco em conversão, por isso não há tradução) forte, mais chances temos de converter o email em venda e lealdade.

Conclusão

 No próximo post iremos compartilhar as outras 5 tendências de email marketing para 2019, e também para os próximos anos. Não deixe de ver!

Nesse primeiro post compartilhamos 5 tendências, sendo elas: 

  1. Investir em envolvimento com o consumidor para obter lealdade
  2. Design atraente, mais simples e que favoreça a experiência do usuário
  3. Inteligência Artificial e Aprendizagem de Máquina
  4. Personalização dos emails
  5. Experiência do usuário e copywriting

 Analisando esses 5 itens percebemos que todos giram em torno da experiência do usuário com o email, facilitando sua vida com automações, conteúdos personalizados e que sejam condizentes com os seus interesses, ofertas com produtos que a pessoa realmente tenha interesse, etc.

 Tudo isso, além de melhorar o engajamento do usuário com email, aumenta as chances de conversão, trazendo mais lucros para as marcas!

 Confira as próximas 5 tendências em nosso próximo post!

 CTA GUIA DE PLANEJAMENTO PARA 2019-3

 

 

Sobre o autor:

assinatura Caio

  linkedin.pngfacebook-1.pngtwitter.png email: caio@wsiconsultoria.com

 

 

Tópicos: Estratégia de Marketing, Marketing

Excel ROI

Posts Recentes

Newsletter