Blog

Em quais mídias sociais minha empresa deve ter presença?

Publicado por Mariana Boaretto em 22/mai/2015 19:16:00

Nos dias de hoje, toda marca que queira ampliar os horizontes de seu negócio, deve ter sua presença garantida na internet. E isso já se tornou lei dentro de um bom e eficiente marketing. Por isso, você deve ter percebido que chegou a hora de a sua empresa se adaptar ao mercado atual, seja contratando funcionários da área de comunicação, seja procurando uma agência de marketing digital.

Leia também: Equipe própria ou agência de Marketing Digital?

em-quais-midias-sociais-minha-empresa-deve-ter-presenca

Mas é importante ter em mente que a internet não é uma coisa só: a sua empresa pode marcar presença de diferentes formas, sendo que algumas serão mais eficazes que outras na hora de estabelecer uma relação com o público virtual - e isso depende diretamente de qual ramo sua empresa está estabelecida e com quem ela quer conversar.

Uma dessas formas de marcar presença online, e que vem crescendo cada vez mais, é o uso de mídias sociais, que são espaços na internet em que os usuários podem criar perfis pessoais e interagir com outras pessoas, fazendo parte de grupos, falando sobre o que gosta e contando por onde está. Enquanto isso, as marcas também podem garantir seu presença, seja gerando conversas com os seus consumidores, seja criando anúncios ou respondendo a dúvidas.

Algumas das principais redes sociais são o Facebook, o Twitter, o Instagram, o Tumblr, o Snapchat, o YouTube, o LinkedIn, e outras mais, dependendo do seu nicho de atuação. Mas não se empolgue: a sua empresa não precisa estar necessariamente presente em cada uma delas.

Leia também: 4 estratégias de marketing digital para mercados competitivos

Então, em quais mídias sociais minha empresa deve ter presença? Conheça algumas dicas que vão ajudar em sua decisão:

1. Pense no seu público

Em cada rede social está presente um certo nicho ou grupo de pessoas. Se em uma mídia social abrange um público com o qual a sua empresa não conversa e para o qual não pretende vender seus produtos e serviços, por que estar presente ali?

Assim, a decisão de quais redes sociais participar deve levar essencialmente em conta a presença do público consumidor e possíveis clientes. Pense, então: para quem a minha empresa vende? E este público está presente em quais mídias? Há, ainda, algum público que você quer passar a atingir para virar seu consumidor? Se sim, em qual rede social este público se faz presente?

Um exemplo: se a sua marca vende produtos e/ou serviços para um público jovem adulto, dos 18 aos 25 anos, o Twitter pode ser uma boa rede social para estar.

2. Uma rede social não exclui a outra

A sua empresa pode estar presente em uma rede social ou em todas. Isso, novamente, vai depender do seu objetivo, do seu público e, claro, da sua verba. Então se a marca decidiu aparecer no Facebook, ela também pode estar no Instagram, no YouTube e assim por diante. Aliás, essas mídias sociais podem e devem funcionar de forma complementar e integrada.

3. Pesquise sobre cada mídia social

Cada plataforma social possui suas características, especificidades, linguagem e até mesmo regras para marcas, além de benefícios e desvantagens dessa presença. Por isso, é importante pesquisar sobre elas para perceber se é válido se estabelecer ali ou não. Essa pesquisa também acaba contemplando conhecer o público que é abrangido.

No Facebook, por exemplo, a presença de marcas e empresas se dá por meio de páginas, enquanto os usuários estão lá com seus perfis pessoais. A interação pode ser feita por publicações de textos, vídeos, fotos, links, entre outros, e sua empresa pode ainda anunciar dentro da plataforma de diversas formas.

Já o Instagram é uma rede social própria para a publicação de imagens, seguidas de uma legenda opcional. Assim, as empresas devem criar perfis, mas também podem anunciar.

Por fim, o LinkedIn é uma plataforma totalmente profissional, onde os usuários publicam seus currículos e experiências e podem interagir com outros profissionais e empresas. Ali o contato é mais formal, contemplando até mesmo a publicação de vagas de emprego e, claro, o know-how de sua empresa.

#Dica Bônus: Defina uma estratégia e monitore os resultados!

Não basta entrar nas redes sociais, é necessário criar uma estratégia com base em seus objetivos e nas pessoas com quem você pretende falar. Entenda quem é seu público, crie buyer personas e uma boa estratégia de marketing de conteúdo, com cronograma de postagens e apoio de anúncios, se possível.  

Leia também: 5 dicas para gerar negócios nas mídias sociais

                    Como transformar oportunidades em vendas com marketing de conteúdo


 

Quer saber sobre Marketing de Conteúdo? Baixe gratuitamente o capítulo do livro Digital Minds, da WSI, sobre o assunto!

Marketing de Conteúdo

Tópicos: Mídias Sociais

Leia também 

Inbound Marketing: conheça seus valores

Se você tem como desafios:

  • Atrair as pessoas certas para o seu site
  • Obter uma alta taxa de conversão
  • Reduzir o custo de conversão

Baixe este ebook e conheça mais sobre esta metodologia!

Faça o Download Grátis

 

Cadastre-se para receber nossas atualizações