Fale Conosco

A importância de personalizar a comunicação da empresa em campanhas de Marketing Digital

   12 Abril, 2019 / por Caio Cunha

|
|
A IMPORTANCIA DE PERSONALIZAR A COMUNICACAO DA EMPRESA EM CAMPANHAS DE MARKETING DIGITAL

Veja como a personalização das mensagens de marketing digital pode aumentar consideravelmente as conversões das suas campanhas.

Os benefícios de personalizar a comunicação

 A personalização da comunicação está se tornando uma forte premissa no Marketing Digital.

Para você ter uma ideia, de acordo com um estudo recente da SmarterHQ, 72% dos consumidores só vão interagir com uma mensagem se ela for personalizada de acordo com os seus interesses.

Ao mesmo tempo, porém, 86% dos consumidores se preocupam com a privacidade dos seus dados, o que vem de acordo com as novas leis sobre Proteção de Dados dos consumidores, a GDPR, na Europa, e a LGDP, aqui no Brasil.

Leia também: LGDP: Entenda o que é e o que muda com a Lei Geral de Proteção de Dados

Como fazer, então, para entregar campanhas altamente relevantes para o seu público, mas sem ultrapassar os limites da privacidade de dados?

Informação e confiança

É verdade que a pesquisa traz informações bastante contraditórias. Afinal, para compreender o que o seu cliente deseja verdadeiramente, é importante coletar dados comportamentais.

A grande questão aqui está em fazer isso de forma a não tornar a coleta de dados e as interações muito invasivas. E não se engane ao achar que essa tarefa precisa ser realizada de forma escondida.

A mesma pesquisa revelou que os consumidores ficam felizes de compartilhar suas informações de compra para as marcas que usam estes dados de forma a melhorar as interações futuras.

 

 

Ou seja, quando a coleta de dados é usada de forma a ajudar o consumidor de alguma maneira, ele não enxerga um problema nisso.

Com isso, é importante seguir a risca as regras de coleta e tratamento de dados. Além de agir com total transparência e sempre com foco em gerar valor para o cliente.

 

Dados para personalizar a comunicação

Outro dado interessante da pesquisa é que 90% dos consumidores estão dispostos a compartilhar suas informações quando as marcas as usam para oferecer experiências mais fáceis e baratas de compra. Isso significa que a grande chave da personalização está exatamente nesses pontos.

Ainda, 80% de compradores frequentes dão preferência a comprar com marcas que personalizam a sua experiência. Dessa forma, esse grupo está muito mais propenso a compartilhar os seus dados quando sabem que a contrapartida vai acontecer.

Os descontos, claro, são a principal razão que levam os consumidores a compartilhar as suas informações. O segundo motivo está em conseguir resolver problemas de forma rápida e descomplicada. E o terceiro em ser avisado de lançamentos ou retorno no estoque de produtos que gostam.

O limite entre personalizado e ser invasivo

Vale dizer que o e-mail foi apontado pela pesquisa como a forma de comunicação preferida dos clientes para receber as mensagens personalizadas, com 51%. O segundo lugar, as redes sociais, apareceu com 25% dos votos.

O e-mail aparece com uma preferência tão alta por não ser um canal de comunicação invasivo, como o telefone, por exemplo. Afinal, o próprio cliente optou por recebê-los.

 

 

Para você ter uma ideia, as notificações push foram apontadas por 74% dos entrevistados na pesquisa como uma forma agressiva de tentar personalizar a comunicação. Justamente por serem muito invasivas e inconvenientes e muitas vezes abordarem o cliente quando ele não está no site.

Portanto, lembre-se que esse tipo de notificação deve ser feita apenas com o consentimento do usuário, perguntando-o previamente se ele deseja ser notificado em determinadas situação.

Como usar a personalização a seu favor

Oferecer descontos, melhorar o atendimento e notificar a chegada de produtos que a pessoa tenha interesse são os grandes desejos dos consumidores que gostam de receber mensagens personalizadas. E estas não são tarefas complexas ou que envolvem o desenvolvimento de tecnologias muito avançadas.

Por que será, então, que muitas empresas ainda resistem em adotar essas práticas?

Talvez, a resposta esteja ainda na maneira como as campanhas de marketing são realizadas. O comportamento do consumidor e as ferramentas mudaram, mas muitas empresas ainda insistem em usar antigas estratégias de marketing nos dias atuais.

Com automação de marketing, utilizando plataformas como Hubspot e RD Station, por exemplo, é possível entender o comportamento de compra dos seus clientes e também o tipo de conteúdo que os seus leads gostariam de receber.

Por exemplo, é possível criar um formulário simples no qual perguntamos ao público qual tipo de conteúdo ele tem interesse em receber.

Dessa forma, podemos segmentar o envio de emails sobre cada tipo de conteúdo e curso, aumentan.do nossas chances de conversão.

Leia também: 5 tendências para provar que o e-mail marketing não morreu | Relatório Smart Insights

Além disso, é fundamental criar uma estratégia de Inbound Marketing para entregar conteúdos e dicas valiosas e que realmente ajudem aos consumidores. Colaborando tanto para o entendimento do perfil destas personas, como também para a personalização da comunicação.

Isso significa que personalizar as campanhas não é uma tarefa complexa ou distante da realidade das empresas atualmente. Com uma plataforma de automação de marketing e uma estratégia coerente de conteúdo e nutrição de leads de forma personalizada é possível e gerar benefícios reais para os seus clientes e vender mais!

 

CTA GUIA DE PLANEJAMENTO PARA 2019-3

 

 

sobre o autor:

 assinatura Caio

linkedin.pngfacebook-1.pngtwitter.png email: caio@wsiconsultoria.com 

 

 

Tópicos: Comunicação

Excel ROI

Posts Recentes

Newsletter